Migração do Blogger para WordPress

No ano de 2013 o Google anunciou a descontinuidade do projeto Blogger, ele continua a existir sem investimento em atualizações, em contra partida seu concorrente o WordPress foi ganhando novos adeptos e evoluindo ao longo do tempo.

Até então nada interferia no andamento do meu blog dentro do Blogger, pois, meu objetivo era disponibilizar tutoriais a quem estava (ou está) em fase de aprendizado, e crescer junto comigo, e indo um pouco mais além eu estava sem tempo para divulgar novos posts e passando por uma fase de transição profissional.

Ao longo do tempo, criei um site visando divulgar meus trabalhos pessoais dando indícios a abrir um negocio próprio como algo em paralelo, pois, atualmente estou aprendendo coisas novas em um novo trabalho como CLT. AngularJS para FrontEnd e o framework Laravel de PHP para Backend estão em evidência e vão ter vida longa.

Logo minha estigma social despertou em mim a necessidade de compartilhar esse conhecimento com outros profissionais que querem evoluir em suas carreiras, lembrando que eu também sou profissional iniciante diante das duas tecnologias citadas. Diante deste cenário decidi verificar alguma forma de centralizar as ferramentas que tenho disponíveis, criei um subdomínio para o blog(o que ajuda a divulgar meu site profissional), instalei o WordPress e realizei a migração de todos os meus dados do Blogger para o WordPress. Vou escrever um post como realizar essa migração em Breve.

O Que vem pela frente?

Meu objetivo é construir tutoriais práticos para iniciantes em Laravel, AngularJS, todas as ferramentas que podem ser utilizadas em torno deles como o Material Design, Swegger, o Git, inclusive compartilhando o código no GitHub. Também farei reviews pessoais sobre os livros que gosto de utilizar para estudar tais como: Desenvolvendo com AngularJS de Seshadri da editora Novatec, Aprendendo Material Design de Kyle Mew dentre outros.

Este é meu objetivo, compartilhar informação e ajudar a quem precisa então até a próxima, aguarde as novidades.

Share

Webservices em PHP

Recentemente fui escalada na empresa para realizar a construção de um webservice PHP, era um novo desafio, já que nunca tinha participado da construção de um webservice antes. O Primeiro passo foi realizar pesquisas a respeito, percebi no google que a maioria dos exemplos mostrava a utilização de codigo javascript e não em PHP especificamente.
Também percebi que tudo era um pouco confuso, já que os exemplos misturavam o envio e recebimento de informações, e quando se tratava do PHP a ênfase era apenas apresentar as funções nativas de JSON e mais nada.
De fato, a maioria dos webservices apresentam praticidade quando o envio e recebimento de pacote de dados é feito utilizando o JSON, no meu caso estava enviando dados em linguagem PHP/JSON, e a outra empresa que estava recebendo tratava os dados JSON na linguagem JAVA, é fantástico fazer dois sistemas “conversarem” mesmo que em linguagens diferentes.
O Que é JSON?
JSON é a abreviatura de Javascript Object Notation, mas não se deixe enganar pelo nome, embora soe como se fosse especifico para Javascript, esse formato pode ser facilmente lido e escrito por uma ampla variedade de linguagens de programação. Possui um formato bem simples, leve, que pode representar dados aninhados e estruturados.
Lembra um array associativo ou objeto com propriedade, onde uma { (chave) será utilizada para indicar níveis de profundidade da estrutura, e as chaves e os valores são separados por dois pontos, e cada registro de nível é separado por uma virgula. veja o exemplo abaixo:
{“mensagem”: {“en”:”hello friend”, “pt”:”oi amigo”}}
JSON E PHP
Para gerar essa estrutura através do PHP utiliza-se a função nativa do php json_encode, neste caso você estaria “empacotando” os dados para serem enviados, veja a linha abaixo:
echo json_encode(array(“message” => “hello you”));
No caso de você “receber” o pacote de dados em JSON e for necessário transforma-los em estrutura php, basta usar a função nativa json_decode, veja a linha abaixo:
$data = json_decode(‘{“message”:”hello you”}’);
var_dump($data);
Tudo bem, com certeza você viu esses exemplos nos google, utilizando as funções nativas do PHP, a grande duvida e que não resolvia o meu problema e nem o seu é: “COMO ENVIAR OS DADOS PARA O OUTROS SERVIDOR?”
Fiz diversas pesquisas no google e nada de encontrar algo que explica-se minha necessidade, foi então que procurei por livros que tratavam sobre o tema, encontrei o livro “Web Services em PHP” da autora Lorna Jane Mitchell, editora O’REILLY novatec. Fui até a livraria e percebi que o livro era muito curtinho, fininho e com um preço um pouco acima do imaginado para o livro, dei uma passada rápida nas paginas e vi o que poderia ser a solução do meu problema, decidi levar o livro pra casa, e encontrei o que precisava.
O Livro é muito bom, tem muitas abordagens, e em uma das paginas encontrei como enviar os dados para uma aplicação existente. Segue abaixo um trecho do código onde se utiliza funções nativas também para se fazer o envio dos dados.
//dados que você vai enviar
$data = json_encode($queryresult);
//url pra onde será enviado os dados, seu parceiro deverá lhe fornecer um
$url = “http://www.urldaaplicacaodoparceiro.com”;
$ch = curl_init($url);
//abaixo ele seta as opções, como envio via get ou post, os dados data, content type, e depois os retornos de transferência.
curl_setopt($ch, CURLOPT_POST, 1);
curl_setopt($ch, CURLOPT_HTTPHEADER, array(‘Content-Type: application/json’,
                                                                                              ‘Authorization: token ‘ . $access_token)
                               );
curl_setopt($ch, CURLOPT_RETURNTRANSFER, true);
$result = curl_exec($ch);
$data = json_decode($result, true);
var_dump($data);
Quero lembrar que o código acima é um código fictício e incompleto, recomendo uma boa leitura neste livro que indiquei, pois ele contem dicas valiosas, assim como novas pesquisas no google pode orientá-los melhor quanto ao envio de dados para outro servidor via webservice.
Quanto ao processo de recebimento de dados, confesso que não sei exatamente qual a melhor forma de montar, receber e tratar os dados, pois não participei dessa etapa de construção. Quem sabe futuramente tenha algo novo referente a isto para aprender e repassar para vocês.

Boa sorte e até a próxima.
Share

MVC em PHP Puro – Parte II

Sem preocupações com o estilo css, vamos dar continuidade ao nosso cadastro de clientes.
Na pasta views crie um arquivo PHP com o nome “CadastroClienteView.php”, seguindo uma padronização é possível identificar os arquivos facilmente.
Nesta view, estará o nosso formulário de cadastro, veja o código abaixo inclusive a parte comentada.

Depois vamos criar o nosso arquivo controller (CadastroClienteController), então dentro da pasta controllers crie o arquivo php CadastroClienteController.php
E nele acrescente o seguinte código:

Feito o nosso controller o ultimo passo e fazer a classe model, que será responsável pelas operações no banco de dados, no nosso caso estamos fazendo a penas o cadastro ou seja o insert, então na pasta models crie o arquivo CadastroClienteModel.php
E vamos a ele:
Então é isto pessoal, no inicio pareceu bem complicado para mim também, foi difícil achar conteúdo no Google e precisei recorrer a pessoas bem mais experientes, espero poder ter ajudado de alguma forma, ao menos ter dado uma boa dica de como começar, desejo que vocês também consigam superar esses obstáculos. Então ate a próxima.
Share

MVC em PHP Puro – Parte I

A dois anos atrás eu conheci o Zend Framework, fiquei bastante encantada, porem encontrei um pouco de dificuldade, o projeto não deu continuidade e voltei a um projeto em PHP Puro, desde então fiquei pensando em como trabalhar o parte de MVC com o PHP sem a utilização de Framework, assim como os exemplos dados na web eram muito vagos, a maioria apresenta apenas como “Listar” algo vindo do banco de dados em MVC, mas nunca a parte interessante e inicial que é o processo de cadastro.
 
Meu objetivo neste post, mais especificamente nesta primeira parte, é dar a vocês um caminho, de como criar e organizar um projeto PHP Puro com MVC, mostrarei como organizar os arquivos em pastas, como preencher o arquivo índex.php , .htaccess , e a conexão com o banco de dados. Vamos lá?

Bem, em verdade não é meu objetivo explicar detalhadamente o significado de MVC, aprofundar no assunto não é o objetivo, isto é bem mais tranquilo de ser encontrado no Google, ok?
 
O básico disso tudo é que View = Interface com o usuário(formulário de cadastro), Controller = faz a intervenção entre o que é requisitado na view e o Model, e o próprio Model que são as partes referentes a banco de dados.
 
Para desenvolver em PHP MVC decidi por escolher a IDE Eclipse PHP, feito pela Indingo e que serve para utilizar o Zend Framework, com base nisto crie um projeto com o nome que você deseja, dentro dela crie as seguintes pastas: controllers, views e models, e ainda crie os documentos htaccess(txt), e index.php.
 
Vale lembrar que não sou expert em PHP MVC e ainda estou aprendendo, o que estou trazendo aqui é o básico, existe um mundo a se expandir.
Bom no arquivo htaccess coloque o seguinte código:
 
RewriteEngine on
RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} !-f
RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} !-d
rewriteRule ^.*$ index.php [PT,L]
o arquivo índex.php é o responsável por iniciar nossa aplicação, neste caso preencha o mesmo com o seguinte código:

Neste código ele está incluindo a classe Controller e instanciando a classe(objeto), e depois chama a função da classe.  O arquivo de Classe Controller.php é o responsável por chamar a view de login, mas neste post não iremos tratar dos logins, portanto é necessário instanciar no índex.php aquele controller que será sua pagina inicial do sistema, então vamos para a próxima parte que nos interessa.
Na pasta models, crie o arquivo Model.php, ele será responsável pela conexão com o banco, veja o código de exemplo logo abaixo:

 

Observe que, no meu caso utilizei um banco de dados SQL Server, por isso a utilização da sintaxe “mssql”, preencha corretamente a função(metodo) conexão com todos os valores das variáveis.
 
No banco de dados crie a sua tabela de cadastro de cliente, pois esse será o nosso assunto para o post de parte II, criaremos a view(formulário de cadastro), o controller e o model, necessários para o cadastro de cliente no banco.
 
No meu caso utilizei os seguintes campos como exemplo:
NomeUsuario, Login, senha, CodigoTipoPessoa, Cnpj, Cpf, RazaoSocial, DataCadastro, NomeFantasia, InscricaoEstadual, InscricaoMunicipal, CodigoTipoUsuario, Endereco, Cep, TelefoneComercial, TelefoneResidencial, TelefoneRecados, Celular, Fax, Email

 

Até a próxima.
Share

PHP + Mysql : Usuários on-line e contador de Visitas.

Existem diversas maneiras de se construir um contador de visitas e o números de usuários online em PHP, alguns nem utilizam banco de dados, preferem arquivos txt, assim como também, existem também os que guardam o numero de IP do visitante. Vou apresentar neste Post o modelo que achei mais adequado ao meu projeto, e espero que possa ser útil ao projeto de vocês, então vamos lá.

O primeiro passo é criar no seu banco de dados as tabelas que iremos utilizar para fazer a contagem de usuários online e a quantidade de visitas que o site já teve.
A Primeira tabela recebe o nome de contador, terá um id como primary key auto_incremente e o campo visitas também int, que será incrementado através do código php.

A segunda tabela tem o nome de usuários_online e seus campos são o id como primary key auto_increment, a sessão, que vai guardar o código de sessão do usuário no momento, o tempo guarda a data e horário em que ele permaneceu no site, e por fim o numero de IP do visitante.
O segundo passo, é criar o arquivo de conexão com o banco de dados. Crie um arquivo de nome conn.php e nele insira nele o seguinte código:
Fique atento aos comentários acima das linhas.
Depois crie o arquivo php onde você deseja que irá aparecer a contagem de usuário online e visitantes, coloque o seguinte código

Simples não é verdade? Caso queiram ver o resultado, basta visitar www.frtavares.com.brna sidebar estão os usuários online e visitantes.
Espero que tenham gostado e até a próxima.

 

 

Share